Foto: Reprodução/CNEN

Duas fontes de Césio-137, substância extremamente radioativa, desapareceram de uma mineradora em Nazareno, Minas Gerais. A Polícia Civil e a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), do governo federal investiga o furto dos equipamentos. De acordo com a mineradora AMG, os equipamentos desapareceram no dia 29 de junho, e assim que o furto foi notado por funcionários, a polícia foi acionada. O boletim de ocorrência foi registrado.

As fontes, que compunham equipamentos medidores de densidade, são confeccionadas em material cerâmico, duplamente encapsuladas com aço inoxidável e blindadas externamente em aço inox, resistente ao impacto. O material oferece risco baixo, no entanto, manuseada de forma inadequada pode acarretar risco à saúde. Por meio de nota, a empresa lamentou o furto e alertou para o perigo das fontes de Césio-137 fora do controle de pessoas especializadas para lidar com o equipamento.

“Lamentamos profundamente qualquer preocupação que possa causar às comunidades vizinhas. Como a segurança e o bem-estar de todos são prioridades, estamos fazendo todos os esforços para resolver a situação o mais breve possível.”

Fonte: Ibahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *