Foto: Divulgação

O preço do gás de cozinha novamente foi reajustado na Bahia. De acordo com a Acelen, administradora da Refinaria Mataripe, que abastece o estado, o aumento será de 1,8% do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), para as distribuidoras de gás, que passa a valer a partir desta quarta-feira (1ª). Com o anúncio feito nesta terça-feira (31), o gás fica mais caro para os baianos entre R$ 2,00 a R$ 3,00, e passará a ser vendido por uma média de R$ 132,00, conforme aponta o Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado (SINREVGÁS).

A última mudança de valor ocorreu em 10 de outubro, quando o botijão passou a custar R$ 2,00 mais caro. Antes disso, no mesmo mês, o preço já havia subido em R$ 2,60. Este é o segundo aumento ocorrido somente em outubro e o sexto do ano, de acordo com o sindicato, que estima que a Bahia tem cerca de seis mil revendedores. Os aumentos na origem, sem incidência de aumento na distribuição, ocorreram nos meses de fevereiro, março e setembro.

De acordo com a Acelen, os preços dos produtos da Refinaria de Mataripe seguem critérios de mercado que levam em consideração variáveis como custo do petróleo, que é adquirido a preços internacionais; a cotação do dólar e o frete, podendo variar para cima ou para baixo. 

A empresa ressalta que possui uma política de preços transparente, amparada por critérios técnicos, em consonância com as práticas internacionais de mercado.

Foto: Muita Informação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *