Foto: Reprodução/Freepik

O mesilato de lenvatinibe, medicamento oral que faz parte do tratamento do câncer de tireoide, foi incluído no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que estabelece a cobertura assistencial obrigatória para os planos de saúde. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (31) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). 

A cobertura será obrigatória a partir do dia 3 de julho. De acordo com a ANS, o medicamento deverá ser ofertado conforme indicação médica, para pacientes em que a cirurgia e a radioterapia tenham sido ineficazes. 

Esta é a terceira atualização do rol feita este ano. A ANS destacou que a decisão “representa uma conquista para os beneficiários e para a sustentabilidade do setor”, já que “as tecnologias passam por processo que inclui a ampla participação social e criteriosa análise técnica”.

Fonte: Metro1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *