Foto: Divulgação/Coelba

A Neoenergia Coelba identificou e removeu 31.236 ligações irregulares de energia em toda a Bahia nos três primeiros meses de 2023. O volume significa que, em média, 347 fraudes foram encontradas pelos profissionais da distribuidora por dia no primeiro trimestre do ano. A concessionária estima que a energia recuperada nas ações de combate ao furto de energia foi de 92 milhões de quilowatt/hora, que seria suficiente para abastecer todo o município de Feira de Santana – o segundo maior do Estado, durante 45 dias.

O número de ligações irregulares encontradas no primeiro semestre de 2023 foi cerca de 11% superior ao volume removido nos três primeiros meses de 2022 (28.584). Para alcançar estes resultados, a distribuidora vem investindo em tecnologias visando combater, cada vez mais, o furto de energia em toda a Bahia.

“Ao observarmos os números, verificamos que foram realizadas menos ações em campo em 2023 (62 mil) quando comparamos a 2022 (74 mil), porém encontramos mais irregularidades. Isto se deve ao aprimoramento e aquisição de novas tecnologias para que possamos aumentar a assertividade das operações de combate ao furto de energia. Hoje já conseguimos identificar uma possível irregularidade à distância através dos nossos sistemas, por exemplo”, destacou o gerente da Receita da Neoenergia Coelba, Rodrigo Almeida.

Dentro deste contexto de modernização, uma das principais mudanças é a troca dos medidores, que deixam de ser instalados na fachada ou dentro dos imóveis e passam a integrar um Sistema de Medição Centralizado (SMC), ficando conectados aos postes das distribuidoras e permitindo a telemedição. Com isso, os equipamentos podem ser acompanhados remotamente para executar serviços e identificar interferências na medição.

Além das inspeções e regularizações dos novos clientes, a Neoenergia Coelba ainda promoveu a substituição de 34 mil medidores de energia elétrica por novos, mais modernos e eficientes. Esses equipamentos foram instalados no lugar dos aparelhos que poderiam estar obsoletos e/ou com possíveis defeitos.

Prejuízos e denúncias

O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena de até a oito anos de reclusão pela prática ilegal. Além disso, os “gatos” representam riscos para a segurança de quem os realiza e da população. A prática prejudica, ainda, o fornecimento de energia da região, podendo causar graves problemas para a rede elétrica e ocasionar a interrupção do abastecimento.

Por conta destes prejuízos, é importante que sejam realizadas denúncias de possíveis fraudes e furtos de energia. O apoio da comunidade é essencial para identificar os desvios e acionar a distribuidora. As denúncias são feitas de forma anônima através do telefone 116 ou pelo site da Neoenergia Coelba na parte de Serviços, na aba Denúncia de Irregularidade.

Fonte: Bahia.ba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *