Foto: Reprodução/Ulises Ruiz

O lateral-direito Daniel Alves, de 39 anos, preso desde a última sexta-feira, 20, após ser acusado de estupro por uma mulher, foi transferido nesta segunda-feira, 23, para outra unidade do Centro Penitenciário Brians, em Barcelona. A mudança foi decidida pela Secretaria de Medidas Penais, Reinserção e Atendimento à Vítima.

O presídio Brians 2 (Sant Esteve de Sesrovires) geralmente abriga presos condenados e possui um departamento de prisão provisória, que é o caso de Daniel Alves. Como os módulos prisionais do atual presídio acomodam pelo menos 80 internos, também são menores que os do Brians 1, que recebem cerca de 200, sendo assim o jogador deve ter melhor segurança e convivência.

O atleta, que disputou a última copa do mundo  de 2022 deseja prestar novo depoimento sobre a acusação de agressão e estupro. Alves está em prisão preventiva sem direito a fiança. A prisão se deu após as autoridades policiais acharem “contradições” nos dois primeiros depoimentos. O jogador chegou a negar que tivesse cometido os abusos sexuais acusados pela mulher. Em seguida, Daniel Alves mudou a versão e disse que houve “consentimento” da vítima. 

O “El Periódico”, de Barcelona, cidade em que aconteceu o suposto estupro, no dia 30 de dezembro, apontou que há imagens de câmeras que mostram que o jogador e a denunciante ficaram trancados por 15 minutos no banheiro da área vip da boate Sutton.

Fonte: A Tarde – Esportes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *