Foto: Reprodução/TV Globo

O número de mortes causadas pelo terremoto que atingiu o sul da Turquia e o norte da Síria na madrugada desta segunda-feira (6) subiu para mais de 2.200. A expectativa das autoridades é que esse número aumente nas próximas horas.

Segundo último balanço do presidente da Turquia, Recep Erdogan, o saldo de vítimas no país está em 1.498 mortos e 7.634 feridos. As buscas por sobreviventes continuam. Ao menos 2.834 prédios ficaram destruídos. Segundo o ministro do Interior, Suleymon Soylu, dez cidades foram afetadas: Gaziantep, Kahramanmaras, Hatay, Osmaniye, Adiyaman, Malatya, Sanliurfa, Adana, Diyarbakir e Kilis. Um shopping center chegou a desabar no país. 

Na Síria, de acordo com informações da agência oficial Sana e socorristas em regiões rebeldes, até agora foram registradas 783 mortos. A maior parte dos mortos está nas cidades de Aleppo, Hama, Latakia e Tartus.

Centenas de vítimas ainda podem estar sob os escombros, principalmente nas pequenas vilas dos países. Por conta disso, o número de feridos ainda é incerto, mas as agências de notícias e órgãos de governo estimam que passe de 3 mil feridos em território turco e sírio. Equipes de resgate vasculham montes de destroços em cidades e vilas.

De acordo com sismólogos turcos, um segundo tremor atingiu a região poucos minutos depois do terremoto. O abalo também foi sentido no Líbano e em Chipre. Por causa da situação, a União Europeia, Grécia e Israel se colocaram à disposição para enviar grupos de resgate.

Fonte: Metro1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *